Tecelagem

 

Ideias, planos e ação. O processo da tecelagem é semelhante ao da vida... Urdidura, trama, tecido...

O tecelão tem no tear vertical analogias aos processos do dia-a-dia. Os limites entre o céu e a terra são a abertura onde a urdidura é colocada... A dimensão de tempo e espaço é onde a trama atua, enredando-se entre a urdidura do pensar e do fazer para que a realidade exista, com suas cores e formas!

O tear se revela como a possibilidade de um contato com ofícios e labores há muito esquecidos. Sua estrutura precisa e harmônica, a preparação, o andamento das peças, tudo inspira e vibra luminosamente na música de texturas e cores. A ancestralidade comprova o aconchego real que fibras, fios e tecidos agregam ao ambiente.

Tecer é expandir horizontes, numa dinâmica constante de transformação e manutenção da realidade pessoal, inserida nesse grande tecido que é a ação social.

Tecer é dar vida ao novo, é participar do sagrado continuum, é criar, em amor com a matéria, a ponte mítica entre o céu e a terra.

Tal como a aranha tece sua teia de dentro de si mesma, assim também o homem, desde tempos imemoriais, faz sair de sua própria substância, lidando com fios e fibras em entrelaçamentos e nós distintos e diversificados, as tecelagens que serão suas vestimentas, repouso, acolhida, cobertura e ornamentação.

A tecelagem, em suas raízes ancestrais, constitui um meio essencialmente simbólico, traduzindo no fazer vivencial a chave de uma relação cósmica entre criador e criação, tempo e espaço, trama e urdidura.

Na mitologia de diversos povos, a tecelagem é um presente divino, ofertado ao homem para a ativa recordação de sua origem e de seu destino... O céu, a terra, o ser humano que constrói a ponte entre eles...

O vivarteare ateliê apresenta tecelagens murais, mantas e tecidos para móveis, executados com puro algodão em teares verticais milenares, herança de tradição ameríndia andina.

Etapas vitais precedem a tecelagem propriamente dita: desenvolver o projeto de cores, urdir o tear, separar os fios e colocar o liço (amarração). Algumas peças incorporam, durante sua tecelagem, os bordados em alto relevo, fluidos e totêmicos, inspirados na Natureza e em símbolos perenes.

Outras peças passam por intervenções múltiplas, na elaboração de volumes, ritmos e contrastes, que se complementam com as molduras orgânicas de madeiras antigas.

É o caminho sem fim de pesquisa, experimentação e realização intuitivas, no domínio da arte têxtil.

As obras geradas são presenças marcantes nos ambientes, agradáveis ao olhar e ao toque, estimulantes da percepção profunda. Influenciam o meio com suas cores e relações pulsantes. Trazem o signo do criativo diálogo unificador do homem com os elementos, irradiando e comunicando a sintonia com a vibrante teia da existência.

GALERIA-LOJA

Sextas e Sábados 11/19h

Domingos 11/18h

 

Outros dias, por agendamento

Feriados (horários similares)

 

 

12  98100-0599   

12  99659-3326  

12  99753-4739

vivarteare@gmail.com